quinta-feira, 19 de abril de 2007

O Centro Republicano Almirante Reis faz 96 anos

O Centro Escolar Republicano Almirante Reis (CERAR) celebra o seu 96.º aniversário a 21 de Abril, sábado. Ali se realizaram importantes encontros da Oposição ao Estado Novo, nomeadamente reuniões do MUD.
O programa das comemorações inclui uma palestra sobre a implantação da República (às 18h) e um jantar (às 20h). Estará patente ao público uma exposição sobre a história do CERAR no contexto da história contemporânea de Portugal.
A sede do CERAR fica na Rua do Benformoso, n.º 77, Lisboa (metro Martim Moniz). Todos os que se quiserem associar às comemorações devem dirigir-se à Associação República e Laicidade.




3 comentários:

Júlia Coutinho disse...

Foi no Centro Escolar Republicano Almirante Reis que se reuniram os homens que no dia 8 de Outubro de 1945 constituiram o MUD, Movimento de Unidade Democrática, que tanto fez tremer Salazar no pós-guerra e que esteve na base da candidatura de Norton de Matos à Presidencia da Republica em 1949. No ano seguinte, Julho de 46, também num Centro Escolar Republica, o de José Estêvão, ao Lumiar, constitui-se o MUD Juvenil, organização que perdurou até 1957 e que tantos quadros veio a dar ao regime democrático do pós-25 de Abril e engrandecer o país. Lembremos Mario Soares, Octavio Pato, Mario Ruivo, Salgado Zenha, Mario Canotilho, Julio Pomar, Luisa Irene Dias Amado, Rui Grácio, Fernando Pulido Valente, Francisco Castro Rodrigues, Lima de Freitas, Marcelino Vespeira, Victor Santos (que foi para o Brasil dar aulas na Universidade de S Paulo, tendo falecido inesperadamente aquando da notícia do 25 de Abril, e hoje nem sequer se lhe conhece a obra...) Antonio Borges Coelho, Antonio Abreu, Maria Fernanda Silva (a única mulher que pertenceu à Direcção Central do MUD Juvenil, varias vezes presa e felizmente ainda viva) Glicinia Quartim e outros que ficaram pelo caminho e náo chegaram ao Portugal Libertado como Jose Dias Coelho e Mario Sacramento...
Os velhos Centros Escolares Republicanos acolheram inúmeros reuniões e sessões públicas da oposição a Salazar e hoje, penso, apenas resiste este...
Eu estive lá, ontem.

Rui Vilela disse...

E também o congresso republicano mudo em 1973 para Congresso de Oposição Democrática porque reconheceram a luta dos monárquicos pela democracia e queriam que também eles participassem.
Republicanos ... deram-nos 48 anos de Ditadura de Estado Novo, assasínio de Sidónio Pais e um Presidente que escrevia nos seus livros que gostava de criancinhas ... Teixeira Gomes.

Republica não obrigado

Canotilho disse...

tantas histórias por contar ...